A network for students interested in evidence-based health care

Cuidado com conflitos de interesse

Posted on July 2, 2018 by Cochrane Brazil

Tutorials and Fundamentals

This blog is a Portuguese translation of the seventh in a series of 36 blogs, based on a list of ‘Key Concepts’ developed by an Informed Health Choices project team.   Read the English version here. With thanks to Lucas Mello Netto and Cochrane Brazil for the translation.


Conflito de interesse é uma questão muito “inflamada” na área da saúde. É fácil ser muito ingênuo, muito descrente, ou apenas confuso sobre este problema. Então, o que são conflitos de interesse e por que eles são um problema?

Onde está exatamente o perigo?

Conflitos de interesse são “circunstâncias que criam um risco onde julgamentos profissionais ou ações a respeito de um interesse primário serão indevidamente influenciados por um interesse secundário. O principal interesse para nós – como (futuros) profissionais de saúde – é tomar as melhores decisões sobre tratamentos. Isso nos obriga a levar em conta: 1) a melhor evidência de pesquisa disponível; 2) preferências dos nossos pacientes; 3) o nosso julgamento clínico. Ser ‘desprovido de interesses’ (ou seja, não ser influenciado por possibilidade de vantagem pessoal) é a marca de uma boa pesquisa e prática.

No entanto, grande número de fatores pode afetar o julgamento do pesquisador ou do clínico tornando difícil para eles manterem-se imparciais. Podemos citar como exemplos os benefícios financeiros, recompensas ou presentes de empresas farmacêuticas ou patrocinadores de medicamentos e dispositivos médicos. Perspectivas de carreira e de poder também podem ser fontes de conflitos de interesses. O conflito de interesse não precisa ser necessariamente tangível. Eles poderiam surgir a partir de promessas, gratidão, respeito, lealdade, ideologias políticas ou crenças religiosas. Qualquer destes podem ser problemáticos porque eles podem influenciar as decisões que o pesquisador e o clínico devem tomar. Isso pode prejudicar os pacientes.

Interesses conflitantes podem gerar evidências distorcidas…

O conflito de interesse pode levar a viéses de pesquisadores e/ou patrocinadores. Há uma miríade de maneiras de fazer conclusões equivocadas a favor de alguém. Isto pode variar desde fraude plena até os mais sutis vieses, os subconscientes. Pesquisadores tendenciosos podem – intencionalmente ou não – fazer uso de outros tipos de vieses em busca de seus interesses pessoais. Entre outros tipos de viés, podemos incluir: 1) viés de desenho de estudo (onde um estudo foi desenhado em favor do tratamento do patrocinador); 2) viés de análise (em que os métodos de análise são escolhidos em favor do tratamento do patrocinador); 3) e/ou o viés de publicação (onde um investigador pode ‘incrementar’ os resultados de um estudo para superestimar as vantagens de um tratamento e/ou minimizar os danos potenciais).

Patrocinadores ou pesquisadores enviesados podem também optar por não publicar seu estudo se seus próprios resultados não favorecerem um tratamento especial. Uma vez que muitas vezes existe considerável incerteza sobre qual é o tratamento mais favorável, o conflito de interesses apenas aumenta a confusão.

Interesses conflitantes podem gerar evidências distorcidas…

Confissões de um estudante finlandês de Medicina…

Eu tive alguns jantares agradáveis e cafés da manhã pagos por uma empresa farmacêutica na escola de Medicina. Agora, eu não participo de nenhum deles. Acho que é uma prática desnecessária e terrível.

As palestras que acompanharam esses agrados foram sobre a empresa e alguns de seus produtos. Um representante nos encorajou a comprar ações na empresa. Um grande marco de venda era de que a empresa é finlandesa; eles estavam tentando tocar em nosso patriotismo. Assim, o representante não só tentou criar uma relação econômica através de ativos financeiros, mas ele também tentou convencer-nos de que o país em que um medicamento é produzido deve de alguma forma importar para nós. Só mais um conflito de interesse.

Na época, as amostras grátis e a comida não me fizeram sentir tão mal. Mas em última instância são os pacientes que estão pagando por isso.

A coisa mais importante que eu ouvi sobre esta rotineira prática veio de um professor de clínica que nos advertiu que “não existem refeições gratuitas”. Mas as pessoas pensam: como é que tudo isso pode causar esse tipo inaceitável de dano?

Bem, o que meu professor de clínica sugere é isso: indo a tais eventos, você permite que os profissionais de marketing com óbvios interesses secundários mexam com suas emoções e memórias quando o seu interesse deve ser apenas o dos pacientes. O objetivo de tais eventos é simples: fazer-nos pensar positivamente sobre o produto de uma empresa. Mas nós devemos somente favorecer seu produto se tiver sido demonstrado ser um produto favorável através de adequadas revisões sistemáticas da evidência!

Olhando para o quadro como um todo, a indústria farmacêutica realiza o marketing de várias outras formas também. Além disso, as empresas são freqüentemente multadas por marketings ilegais.

 

Qual é a evidência?

Então, como sabemos que conflitos de interesse distorcem a base de evidências e influenciam a tomada de decisões, e qual é o provável impacto disso? Em suma, a evidência nos diz que:

  • Os estudos patrocínados pela indústria são associados com conclusões pró-indústria (ou seja, estudos patrocinados pela indústria são significativamente mais propensos a ter conclusões que favorecem a droga ou dispositivo do patrocinador quando comparados a estudos não financiados por um patrocinador).
  • Estudos patrocinados pela indústria demonstraram ter mais restrições sobre a publicação e compartilhamento de dados do que estudos não patrocinados pela indústria.
  • Uma revisão sistemática de anúncios farmacêuticos em revistas médicas revelou que alguns anúncios farmacêuticos incluíram alegações enganosas e ambíguas. Ao fornecer informações sobre os riscos, estes anúncios apresentaram somente redução no risco relativo (e não redução do risco absoluto). Isso é enganoso.
  • Em um estudo que investigou a associação entre pagamentos da indústria para os médicos e a prescrição de estatinas da indústria vs. estatinas genéricas para diminuir o colesterol, mostrou-se que esses pagamentos associaram-se com maiores taxas de prescrição das estatinas de marca. Isto é, quanto mais pagos eram, mais os médicos prescreviam as estatinas de marca.
  • Alguns autores de diretrizes clínicas perceberam por conta própria, que os seus laços e, principalmente, o de seus co-autores  (e.g. às indústrias farmacêuticas), afetam o desenvolvimento dessas diretrizes.

Eu poderia continuar, com numerosos outros estudos indicando que o conflito de interesse pode distorcer a base de evidências e influenciar na tomada de decisões na área da saúde. Em última análise, todos nós devemos ter cuidado para não sermos enganados por reivindicações feitas por aqueles que possuem conflitos de interesse.

Referências

Recursos

Read the rest of the Portuguese translations in the series here

Take home message:

Tags:

Subscribe to our newsletter

You will receive our monthly newsletter and free access to Trip Premium.