O viés de linguagem

Posted on April 5, 2017

Tags: , , ,

 

This blog is a Portuguese translation of the blog ‘The bias of language’ by Katherine Stagg. Read the English version here. With thanks to Cochrane Brazil for the translation.

O que é viés de linguagem?

A prática da Medicina Baseada em Evidências só pode ser efetiva se as evidências sobre as quais as decisões se baseiam forem precisas. A acurácia dos dados pode ser afetada por uma infinidade de situações, mas um grupo de problemas consiste no chamado viés de publicação. O viés de publicação ocorre quando a publicação de certos resultados é favorecida. Comumente, resultados positivos têm mais chance de publicação em relação à resultados negativos. Um subtipo de viés de publicação é o viés de linguagem, que o Cochrane Bias Methods Group define como ‘a publicação de resultados de pesquisas em um idioma em particular, dependendo da natureza e direção desses resultados’.

Como o viés de linguagem cria problemas

Especula-se que os resultados de estudos produzidos em países que não são de língua inglesa estão mais propensos a serem publicados em revistas cujo idioma oficial é o inglês, se estes resultados forem positivos.  Entretanto, estão mais propensos a serem publicados em jornais de outros idiomas se os resultados forem negativos. Uma vez que a maioria das revistas internacionais de grande porte é publicada na língua inglesa, há potencialmente maior incentivo a publicar resultados positivos impactantes nesse idioma. Isto cria um nível enviesado de exposição à resultados positivos àqueles que leem artigos apenas em inglês, ou à resultados negativos àqueles que leem outro idioma.

Além dos artigos originais, o viés de linguagem tem o potencial de criar Revisões Sistemáticas falhas. Isso ocorre quando Revisões Sistemáticas restringem sua busca por estudos relevantes àqueles publicados apenas em língua inglesa. Isto gera uma situação em que apenas um subconjunto de estudos é incluído, criando um set incompleto de dados. Considerando os problemas previamente mencionados sobre o viés de linguagem na publicação de resultados positivos e negativos, há um sério risco de que esse conjunto de estudos seja incompleto e enviesado em direção à um lado ou outro.

Dois estudos examinaram o impacto do viés de linguagem no resultado de Revisões Sistemáticas. Ambos concluíram que a inclusão ou não de estudos publicados em outros idiomas não tem efeito significativo no resultado das Revisões Sistemáticas. Entretanto, um dos estudos demonstrou que existe uma diferença estatisticamente significante na proporção de resultados positivos e negativos publicados em inglês em relação a outros idiomas. Apesar do resultado final não ter mostrado efeito nas revisões, é necessário ter cautela. Também foi observado que Revisões Sistemáticas que incluíram estudos publicados em todos os idiomas têm maior probabilidade de serem de melhor qualidade.

Superando o viés

O viés de linguagem pode ser evitado de duas formas: assegurando que as revisões não sejam restritas aos estudos publicados em inglês, ou através da publicação de artigos em apenas um idioma como regra. Ambas as soluções estão acontecendo de forma lenta. Um artigo publicado em 2010 no BMJ sobre vieses em Revisões Sistemáticas demonstrou que apenas 2 de 283 Revisões Cochrane foram restritas com relação ao idioma de publicação dos estudos. Existe também uma tendência crescente em publicar apenas em inglês. As publicações em outros idiomas (como o alemão) estão gradualmente diminuindo com o passar dos anos. O problema do viés de linguagem deve tornar-se menos significante, mas ainda é necessário estar atento e tentar evitá-lo.

 

  1. Addressing Reporting Biases, Cochrane Bias Methods Group, Feb 2013
  2. Direction and impact of language bias in meta-analyses of controlled trials: empirical study., Jüni P1, Holenstein F, Sterne J, Bartlett C, Egger M., Int J Epidemiol., 2002 Feb;31(1):115-23
  3. The inclusion of reports of randomised trials published in languages other than English in systematic reviews., Moher D1, Pham B, Lawson ML, Klassen TP., Health Technol Assess., 2003;7(41):1-90.
  4. The impact of outcome reporting bias in randomised controlled trials on a cohort of systematic reviews., Kirkham JJ1, Dwan KM, Altman DG, Gamble C, Dodd S, Smyth R, Williamson PR., BMJ., 2010 Feb 15;340:c365.

Related Post

creative commons license
O viés de linguagem by Cochrane Brazil is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License. Unless otherwise stated, all images used within the blog are not available for reuse or republication as they are purchased for Students 4 Best Evidence from shutterstock.com.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *